Afinal, o que é construção sustentável?

O termo Construção Sustentável nada mais é do que uma maneira de arquitetar obras em harmonia com o meio ambiente. Um conjunto de práticas que visa reduzir os impactos causados à natureza. São utilizados materiais naturais, reciclados e reaproveitados, como madeiras reflorestadas e tijolos de adobe, além da energia solar e gestão econômica da água, processos que tornam a relação com o planeta mais harmônica.
O conceito começou a ser discutido pelos arquitetos em meados de 1970, após a Crise do Petróleo, com a tentativa de reduzir a utilização de energia e procurar novas formas de aplicá-la.
A partir da década de 90 o termo “Construção Sustentável” começou a ter mais força junto aos órgãos internacionais. A busca por possibilidades mais sustentáveis e econômicas foi impulsionada dentro da construção civil.
No ano de 1997, em Helsinki (Finlândia) ocorreu a primeira convenção Internacional sobre Construção Sustentável. No ano seguinte, lançou-se, no Reino Unido, a BREEAM – primeira entidade de certificação de obras sustentáveis.
Atualmente o número de prédios sustentáveis espalhados pelo planeta é amplo. De acordo com USGBC (United States Green Building) O Brasil ocupa o 4º lugar entre os países que mais constroem prédios verdes no mundo, atrás dos EUA, China e Emirados Árabes.
Como criar uma construção sustentável?
Obras sustentáveis devem atender a algumas condições para assim serem definidas.
No caso das construções de casas, por exemplo, as madeiras utilizadas devem ser reflorestadas e conter o selo de certificação. Devem ser utilizados Painéis solares fotovoltaicos para converter a energia da luz do Sol em energia elétrica.
Há também a preocupação em reduzir o consumo de energia por ar condicionado e a procura por um melhor proveito da água, de modo a estocar a água da chuva em cisternas e caixas d’água. Também é possível evitar o desperdício através do uso de encanamentos de maior resistência e de modelos de torneiras mais eficientes.
Materiais Indicados
Abaixo, listamos alguns dos principais materiais que constituem uma construção sustentável
– Madeira Plástica: Parecida com a madeira tradicional, esse material pode ser mais vantajoso. Fabricada a partir de plástico reciclado, ela pode ser utilizada como piso ou revestimento. O plástico tem ainda o benefício de ser imune às pragas como cupim.
– Concreto Reciclado: Fabricado através de entulhos de obras, o material diminui o número resíduo das construções. Estão disponíveis no mercado diversas formas de concreto reciclado, todas elas priorizam a reutilização de materiais de obras como telhas, tijolos etc.
– Lâmpadas de LED:A lâmpadas de LED duram, em média, 25 vezes mais do que uma lâmpada comum e consomem menos energia, pois convertem em luz 60% da energia que utilizam.
– Tecido Greenscreen: Normalmente usado em persiana ou cortinas, o tecido possibilita o uso mais racional da energia solar, já que bloqueia a irradiação e utiliza a luz com mais eficiência.
– Bloco adobe: uma mistura de argila, areia, água e outros componentes naturais são utilizados na composição dos chamados “tijolos crus”
– Telhas ecológicas: Existem inúmeros tipos de telhas ecológicas, a mais comum é a feita de fibras, que é produzida através de fibras de madeiras como pinho e eucalipto e não-madeiras como sisal, coco e bananeiras.
Vantagens
Os benefícios de uma obra sustentável são inúmeros para todos os envolvidos. Para o meio ambiente, destacam-se a economia de recursos naturais, redução da geração de resíduos e diminuição do impacto na fauna e flora. Os usuários poderão desfrutar de mais saúde, conforto térmico, além da conscientização ambiental. Para os empreendedores garante-se maior valor de mercado, imagem associada a empreendimentos responsáveis, menor custo operacional e maior nível de satisfação dos usuários.
Uma construção sustentável, mesmo que no início represente um investimento superior ao de uma construção convencional, gera custos operacionais inferiores, o que permite, não somente rápido retorno financeiro, como também moderação de gastos durante toda a sua vida útil.
Exemplos de construções sustentáveis
EcoCommercial Building: Reciclagem de 97% dos resíduos durante a construção, Ventilação natural em todos os espaços, com ar-condicionado em apenas 5% da área útil;
Screenshot_1
Fábrica da Coca-Cola, no Paraná Possui o maior telhado verde da América Latina e consumo eficiente de água e energia.
Screenshot_2
Edifício Eurobusiness: Elevadores inteligentes que devolvem energia gerada para a rede elétrica do edifício.
Screenshot_3
Usina Solar do Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte: Consome 30% menos energia que outros estádios
Screenshot_4

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: