Você sabia ? Alimentos de origem animal são os mais contaminados por agrotóxicos

Infelizmente, o Brasil é um dos países que mais utiliza agrotóxicos nas produções agrícolas, um recente dossiê publicado pela ABRASCO (Associação Brasileira de Saúde Coletiva) em conjunto com o Ministério da saúde, apontou que 64% dos alimentos cultivados em território nacional são infectados por agrotóxicos, mais de 34 mil intoxicações pelo consumo de pesticidas foram notificadas no SUS no período de 2007 a 2014. Entre os anos 2000 e 2012, o percentual de uso de agrotóxicos aumentou 288% e as indústrias que fabricam o produto lucraram mais de 12 bilhões de dólares no ano de 2014. Todos esses dados fazem do Brasil o líder mundial no mercado de agrotóxicos, desde 2008.

Porém, as constantes análises sobre o  teor de resíduos de agrotóxicos em alimentos são realizadas somente em vegetais, o que nos causa a impressão inverídica de que alimentos de origem animal estão livres dos produtos tóxicos, mas, não é bem assim. A maioria dos agrotóxicos possui fórmula lipossolúvel, ou seja, dissolvem-se mais facilmente em gorduras e óleos. Como os produtos de origem animal possuem alta quantidade de tecido gorduroso, é possível percorrer mais rapidamente a cadeia alimentar, seja após a borrifação em vegetais ou pela contaminação de fontes hídricas, até mesmo no oceano. Essa propagação maligna pode ocorrer com diverso produtos, como, por exemplo, o mercúrio, por isso, alguns estudos apontam que o nível desse metal no organismo de pessoas veganas é bem menor do que os encontrados em pessoas que consomem peixe.

animais comem agrotóxicos

Essas análises apontam que alimentos como peixes, carnes e laticínios são os mais contaminados pelos chamados “organiclorados” (uma família de agrotóxicos que permanece ativa no meio ambiente por grandes períodos).

Outro recente estudo realizado na Índia, apontou que, dos alimentos consumidos em dietas lactovegetarianas, o leite é o mais contaminado por resíduos de agrotóxicos, isso porque os organoclorados possuem degradação lenta. Em 1983, a China proibiu o uso de organoclorado nas produções agrícolas e, após dez anos, realizou-se uma análise em Hong Kong, de modo a avaliar o controle do pesticida, o resultado final revelou uma triste surpresa: a quantidade de organoclorados presentes em amostras de leite de vaca ultrapassava os limites permitidos pelo país, mesmo após a proibição.

No Brasil, há 19 anos foi oficialmente proibido o uso de DDT (sigla para diclorodifeniltricloroetano, o primeiro pesticida moderno, usado principalmente após a Segunda Guerra Mundial para combater mosquitos que transmitiam doenças como malária e dengue)durante um teste para controle, diversas espécies de galinhas da região do Rio de Janeiro encontraram-se contaminadas, os ovos utilizados para consumo humano também estavam comprometidos devido ao alto nível de pesticida. Animais que consomem ração têm mais chance de serem infectados  por conta do consumo de colheitas procedentes de regiões com agricultura industrial, que, geralmente, são as que mais utilizam agrotóxicos. A maior parte de contaminação humana causada por organoclorados são motivadas pelo consumo de carne e derivados de animais, como os ovos, que carregam níveis elevados de pesticidas. A melhor solução para diminuir o risco de contaminação por agrotóxicos é reduzir ou eliminar o consumo de alimentos de origem animal e sempre que possível, optar por vegetais orgânicos.

alimentos organicos

Os alimentos orgânicos são mais saudáveis e sustentáveis. Desde o momento da plantação até a colheita, não são utilizadas nenhum tipo de sementes geneticamente modificadas ou qualquer tipo de agrotóxicos químicos nas lavouras, justamente por serem prejudiciais aos humanos e meio ambiente. De acordo com estudos da Sociedade Vegetariana Brasileira, os alimentos puros, que não passam por nenhum processo de mutação, são considerados muito mais saborosos. O principal requisito para que um alimento receba o certificado orgânico é a utilização de, pelo menos, 95% de matérias-primas com certificação orgânica, além disso, a cultura orgânica preza por processos justos e sustentáveis, que controlam desde os produtos de limpeza utilizados nas indústrias até a verificação de regras justas no processo de seleção e  contratação da mão de obra.

Fonte: MiMiVeg

 

Clique aqui e receba os próximos posts, novidades e ofertas da Vegano Shoes.

Vegano Shoes - Calçados, sapatos e acessórios veganos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: