5 fatos sobre a indústria do leite que provavelmente você não sabe

5 fatos sobre a indústria do leite

De fato, muitas pessoas ainda não adotaram o veganismo por falta de informação.

Isso porque, elas ainda acreditam as indústrias do leite e derivados não trabalham com crueldade e nem provocam mortes. Bem, infelizmente, a verdade está bem longe disso.

Portanto, para manter você informado e inclusive, plantar a sementinha do veganismo no seu coração, no post de hoje, o blog da Vegano Shoes apresenta os 5 fatos sobre a indústria do leite que provavelmente você não sabe.

Bora conferir?

5 fatos sobre a indústria do leite

5 fatos sobre a indústria do leite que provavelmente você não sabe

Para a vaca produzir leite, ela precisa estar grávida

Sem dúvidas, esse é um dos mais terríveis entre os 5 fatos sobre a indústria do leite.

Afinal, assim como todos os outros mamíferos, a vaca só pode produzir leite se estiver grávida. E para isso, elas precisam ter filhotes a cada 13 ou 14 meses.

O processo é feito a partir de inseminação artificial para que elas possam produzir continuamente.

Além disso, por conta da manipulação genética extensiva, atualmente, as vacas produzem até 12x mais leite do que produziriam naturalmente para alimentar os seus filhotes.

Se por acaso uma vaca tiver dificuldade de engravidar por conta de doenças como a mastite crônica, a indústria não hesitará em matá-la, já que ela não será mais vista como “lucrativa’.

5 fatos sobre a indústria do leite

Logo após o nascimento, o bezerro é separado da mãe

Primeiramente, é preciso destacar que os animais são seres sencientes. Obviamente, se um filho fosse retirado de sua mãe logo após o nascimento, a sociedade encararia como uma terrível crueldade, mas como é uma vaca, não existe tanta comoção.

Contudo, a verdade é que, logo que o filhote nasce ele é retirado da sua mãe, o provoca grande estresse e abalo psicológico em ambos.

Ademais, o destino do filhote será definido pelo seu gênero. Se for fêmea, provavelmente será condenada à exploração leiteira. Se for macho, será enviado para uma fazenda de vitela. 

Ou seja, no final das contas, as vacas passam pela experiência da maternidade apenas para produzir leite e terem seus filhotes rapidamente roubados pelos seres humanos.

5 fatos sobre a indústria do leite

Um plus de pus

Com certeza, esse é um dos mais nojentos entre os 5 fatos sobre a indústria do leite.

Porém, a verdade é que a mastite gera pus, e ele vai direto para o leite. Isso porque, grande parte das vacas leiteiras sofrem dessa infecção extremamente dolorosa que, inclusive, causa a morte de inúmeras delas.

O fato é que não é possível separar o leite do pus, por isso, eles são comercializados junto a bebida. Existe um controle básico do número de células de pus que permite até 1 milhão de células por ml.

No final das contas, aquela caixinha de leite que a maioria das pessoas compra nos supermercados pode ter até 1 trilhão de células de inflamação. Triste e nojento.

5 fatos sobre a indústria do leite

O leite das vacas pode provocar doenças

Sobretudo, é preciso destacar que o leite das vacas foi feito para alimentar os bezerros e não, os seres humanos.

Por isso, especialistas já comprovaram que o leite animal pode desencadear doenças como diabetes, câncer de mama, doenças da retina, dos rins e muitas outras.

Um dos fatos que justificam as doenças causadas são as novas técnicas de reprodução artificial de animais, com uso de antibióticos, mudança de alimentação e a utilização de hormônios de crescimento, que fazem as vacas produzirem até 14 litros de leite diários.

No fim das contas, essas técnicas são benéficas somente para a própria indústria, pois gera graves consequências aos consumidores e, até mesmo, ao meio ambiente.

5 fatos sobre a indústria do leite

A indústria polui o meio ambiente

Por fim, é preciso destacar o quanto a indústria leiteira polui e devasta o meio ambiente.

Isso porque, os excrementos de animais e outros escoamentos chegam até os rios sem nenhum tratamento e podem, até mesmo, atingir os lençóis freáticos.

Isso porque, uma vaca leiteira produz, em média, 50 litros de excrementos diários (25x mais do que um humano). Como nenhum deles recebe algum tipo de tratamento, no final, quem paga essa conta são os rios e, principalmente os animais marinhos.

Vale lembrar que além da contaminação por coliformes fecais e pelo descarte da produção, os dejetos da criação animal também contém resíduos de hormônios e antibióticos.

Enfim, pessoal, curtiram os 5 fatos sobre a indústria do leite? Se você já sabia de alguns desses ou já é vegano, que tal compartilhar esse artigo com alguém que ainda desconhece todos os malefícios causados por esses alimentos?

Continuem ligados no blog da Vegano Shoes, em breve, teremos muitas novidades por aqui. Um abração.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Powered by WordPress.com. Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: